O Drywall é resistente ao fogo?

Seja qual for o seu projeto, o incêndio é sempre uma preocupação. Ao escolher o sistema de construção a seco, a pergunta que não quer calar é: o Drywall é resistente ao fogo? A GypCenter reuniu as informações mais importantes para você fazer suas obras com muita segurança! Veja a seguir:

O Drywall é resistente ao fogo?
Placa Rosa (RF)

Por serem montadas por placas finas e leves, muitas pessoas, inicialmente, costumam achar que as estruturas feitas em Drywall são frágeis. Mas, na verdade, uma das principais características do Drywall é a resistência. Em resumo, as placas de Drywall são resistentes ao fogo! A sua resistência dura por um certo tempo, de 30 a 120 minutos, dependendo da placa. Além dessa resistência padrão, também existe um tipo de placa específico para a proteção das chamas, geralmente usadas em locais de risco. 

Placa Rosa (RF)

A placa rosa (RF) é desenvolvida especialmente para ser mais resistente ao fogo e altas temperaturas do que as demais placas. Por exemplo, a placa mais indicada para locais secos, é a branca standard (ST), e para ambientes úmidos, a placa verde (RU).

A placa rosa é a melhor opção para projetos desenvolvidos em áreas de risco de incêndio. Não podemos esquecer de ambientes comuns, mas que podem ser muito perigosos, como escadas e corredores. E também, em espaços que são essenciais para ajudar na segurança e na evacuação dos ambientes, como saídas de emergência.

Além disso, o Corpo de Bombeiros, normalmente, exige o uso dessa placa em construções feitas em Drywall. A fibra de vidro é material que garante que as chamas não se alastrem e aumenta a resistência ao fogo. A placa mais segura de todas é, portanto, a RF, e a cor rosa ajuda na sua identificação. 

Então, agora você já sabe que o Drywall é resistente ao fogo e como garantir a melhor resistência para o ambiente do seu projeto em caso de incêndio. Para mais informações, dicas e passo a passo sobre o mundo da construção a seco, acesse os outros textos aqui no nosso blog: https://www.gypcenter.com.br/blog/.

Deixe uma resposta