Drywall: Fita telada ou de papel?

Qual a melhor opção para o acabamento do sistema drywall: fita telada ou de papel?

 

Um sistema de drywall resistente demanda acabamento de qualidade. Porém, cada profissional tem sua maneira de conferir mais durabilidade ao material, sobretudo no tratamento de juntas com fita adesiva. No entanto, há uma polêmica em torno desse assunto…

 

Ficou curioso? Continue lendo esse artigo!

 

Enquanto uns são fiéis defensores da fita telada, outros condenam seu uso e são a favor da fita de papel. Afinal, qual das duas usar na sua obra: fita telada ou de papel?

 

A resposta é: depende! Avalie cada situação com a ajuda de um profissional para saber o melhor tipo de material para a sua obra. Quando se trata de acabamento no drywall, vale lembrar que nem só o gasto de massa e de tempo são levados em consideração para alcançar o melhor resultado.

 

A fita faz parte do sistema drywall. Conheça dois tipos:

 

1) Fita Telada para Drywall.

Composta de fios de fibra de vidro entrelaçados com um dos lados autoadesivo. Utiliza-se em reparos, mas não deve ser usada para o tratamento de juntas.

 

2) Fita de Papel para Drywall

Feita de papel microporoso e microperfurado, evitando a formação de bolhas. É a mais indicada para o tratamento de juntas. Deve-se aplicar uma camada de massa diretamente sobre a junta das placas antes e depois de posicionar a fita.

 

Atualmente, a opinião dominante no mercado de drywall é que a fita telada possui um desempenho inferior à de papel.  As normas técnicas não indicam esse tipo de material, pois sujeita o sistema a eventuais fissuras e trincas.

 

Deixe a sua opinião sobre esse post nos comentários. Estamos curiosos para te ouvir!

 

Ficou interessado neste produto? Acesse o nosso site e compre já a fita ideal para você!

 

Para mais informações, entre em contato com um de nossos vendedores através deste link.

 

Deixe uma resposta